Translate

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

COLONOSCOPIA - Exame importante e seguro

Na prática clínica diária, percebo que alguns pacientes mostram-se bastante apreensivos e ansiosos mediante a solicitação de um exame colonoscópico. O temor passa pelos mitos de a colonoscopia ser um exame desconfortável, constrangedor e perigoso, o que de forma alguma configura uma verdade.
O conhecimento de como o exame é realizado desmistifica estas premissas e revela uma ferramenta importante na detecção e controle das doenças do cólon.
A colonoscopia foi introduzida na medicina na década de 70. Nesta época era considerado um exame difícil; entretanto, hoje é um procedimento extremamente comum, seguro e de fácil realização.
De fato,a  colonoscopia reformulou a abordagem diagnóstica das doenças colorretais e permitiu a realização de procedimentos também terapêuticos, rastreando, detectando e prevenindo muitas doenças, como o câncer colorretal.

Indicações de colonoscopia:

DIAGNÓSTICA

  • Pesquisa de Sangue oculto nas fezes POSITIVA
  • Alterações do hábito intestinal ( constipação ou diarréia )
  • Rastreamento de Câncer colorretal
  • Acompanhamento de pacientes submetidos à polipectomia ( remoção de pólipos intestinais)
  • Doenças inflamatórias intestinais
  • Colites
  • Dor abdominal
  • Hemorragia digestiva baixa,
  • entre outras.

TERAPÊUTICA

  • Polipectomia
  • Hemostasia de lesões sangrantes
  • Remoção de corpos estranhos
  • Dilatação de estenoses ( estreitamentos)
  • Descompressão cólica no volvo ( torção intestinal),
  • entre outras.


Como é realizado o exame de COLONOSCOPIA?

A colonoscopia consiste na introdução de um aparelho flexível de fibra óptica ( FIBROCOLONOSCÓPIO ) através do ânus, a fim de visualizar diretamente todos os segmentos do intestino grosso e a parte final do intestino delgado. Tais imagens são transmitidas para um aparelho de vídeo e também podem ser documentadas através de impressão fotográfica.
Além de detectar possíveis alterações na mucosa intestinal, o método também permite a realização de biópsias de lesões ou áreas alteradas, cauterizações e a remoção de algumas lesões polipóides identificadas durante o exame.  São introduzidas  pinças especificas em canais do aparelho colonoscópico que possibilitam tais procedimentos.

Onde é realizado o exame ?

A COLONOSCOPIA poderá ser realizada em regime ambulatorial (clínicas e laboratórios médicos) ou em ambiente hospitalar, dependendo da idade e da condição clínica do paciente. O paciente sempre deverá ir acompanhado.

Qual é o preparo necessário?

Para a realização de uma colonoscopia adequada, mais rápida, acurada e segura, é imprescindível que o cólon esteja limpo, sem presença de resíduos fecais que possam dificultar o procedimento e impedir a visão adequada da mucosa do cólon, podendo passar desapercebida uma pequena lesão.
O preparo do cólon pode variar dependendo de cada serviço e da preferência de cada médico examinador.
Ao agendar o exame, serão fornecidas com antecedência todas as informações relacionadas ao preparo do cólon para a realização da Colonoscopia, incluindo as restrições alimentares a serem seguidas e como limpar o intestino adequadamente para o exame. Em geral a preparação consiste em usar uma solução laxativa oral na véspera do exame .
Cólon limpo e um preparo adequado são indispensáveis para a realização da colonoscopia com segurança e
alta eficácia. Desta maneira, tenha certeza em seguir todas as instruções médicas cuidadosamente.
Pacientes idosos, cardíacos, hepatopatas ou renais crônicos devem ter um acompanhamento mais rigoroso durante o preparo intestinal para previnir desidratações e quedas da pressão arterial.
 

Posso tomar minhas medicações usuais?

A maioria das medicações podem ser continuadas, mas algumas podem interferir com o preparo ou com o exame. Informe o seu médico sobre as medicações que esteja tomando, particularmente aspirina e derivados, medicações para artrite, anticoagulantes, insulina ou medicações que contenham ferro. Também é importante mencionar se apresenta algum tipo de alergia medicamentosa.
Deverá ser preenchido um questionário com seu histórico médico anterior como por exemplo cirurgias anteriores, história de traumas ou internações prévia.

O que acontece durante a Colonoscopia ?

A Colonoscopia é um procedimento seguro, simples e indolor, realizado com o auxílio de uma sedação e com duração média de 15 a 30 minutos.
O médico inicia o exame introduzindo vagarosamente o “colonoscópio” através do intestino grosso para examinar a mucosa intestinal, na maioria das vezes até atingir o ceco e se possível uma parte do intestino delgado. O médico irá examinar novamente todo o trajeto do cólon ao ser retirado o aparelho.

Em alguns casos, o médico examinador poderá ter dificuldade em conseguir passar o colonoscópio através de toda extensão do cólon. Alguns fatores podem ser responsáveis por esta situação: presença de resíduo fecal mesmo com a realização de um preparo orientado prévio; presença de estreitamentos causados por inflamações, pólipos, divertículos, variações anatômicas, aderências por cirurgias prévias ou tumores. Nestes casos o médico decidirá qual o limite de segurança para interromper o exame.
Quando o médico achar que uma área necessita de uma análise mais profunda, passará uma pinça através do colonoscópio para obter uma biópsia que será analisada no laboratório. Biópsias são comumente usadas para identificar muitas condições, como processos inflamatórios, pólipos, infecções ou até mesmo detecção de câncer. Se a colonoscopia está sendo utilizada para identificar o local de um sangramento, o médico poderá controlar o sangramento através do colonoscópio injetando medicamentos ou utilizando várias técnicas modernas disponíveis, como por exemplo o gás de argônio.
Durante a colonoscopia, pólipos podem ser identificados e rapidamente removidos.  Estes procedimentos usualmente não causam dor.


O que são pólipos e porque devem ser  removidos?

Pólipos são crescimentos anormais da mucosa intestinal ( semelhantes a "verrugas" ) e variam de tamanho, desde pequenas lesões até alguns centímetros de diâmetro. Para se diferenciar pólipos benignos ou pré malignos, o médico realiza a remoção destas lesões ( polipectomia ) e as envia para exame anátomo-patológico. Como sabemos que o câncer de cólon se origina de um pólipo, removê-lo é muito importante e constitui uma eficiente prevenção ao aparecimento do câncer de colorretal.

CUIDADOS APÓS A COLONOSCOPIA

  • Deixar o hospital ou clínica sempre acompanhado;
  • Devido ao uso de sedativo durante a realização do exame, o paciente NÃO PODE dirigir automóvel ou outros veículos durante TODO O DIA após a realização do mesmo. Até mesmo se estiver bem após o exame, seu julgamento e reflexos podem estar afetados pelo resto do dia.
  • Durante um período de aproximadamente 8 horas NÃO pode realizar tarefas que necessitem de atenção, tais como operar máquina e objetos cortantes;
  • A medicação usada durante a sedação poderá ocasionar um período curto de amnésia;
  • Permanecer em repouso durante o restante do dia;
  • Ingerir alimentação leve;
  • Ingerir bastante líquido ( água , suco, chá, água de côco );
  • Poderá ocorrer diarréia por um período de cerca de 12 horas após o exame , em alguns pacientes;
  • Poderá ocorrer algum desconforto e distensão abdominal devido ao ar que é insuflado durante o exame para melhor visualização do cólon.
    Tal sintoma  desaparecerá à medida que os gases forem sendo naturalmente eliminados ou mediante à utilização de antifiséticos, como a dimeticona.
  • Quando são realizadas biópisias ou polipectomias durante o exame, poderá ocorrer sangramento nas fezes nas próximas evacuações.
     
Quais são as possíveis complicações da Colonoscopia ?

Colonoscopia e polipectomia são geralmente seguras quando realizadas por médicos que são especialmente treinados e experientes neste procedimento.
Uma rara complicação é a perfuração, ou laceração através da parede intestinal que pode ocorrer em presença de algumas alterações patológicas como por exemplo: divertículos, estenoses, aderências ou tumores e podem requerer uma cirurgia de urgência.
Sangramento pode ocorrer no local da biópsia ou da polipectomia, mas é usualmente pequeno. O sangramento pode parar sozinho ou ser controlado através do colonoscópio; raramente irá requerer um tratamento de acompanhamento. Alguns pacientes podem ter reação à sedação ou complicações decorrentes de patologias cardíacas ou pulmonares prévias.

Embora complicações após a colonoscopia não sejam comuns, é importante perceber cedo seus sinais. Contacte seu médico se notar dor forte abdominal, que não cede com analgésicos comuns, febre, calafrios, ou sangramento retal importante. Observe que o sangramento pode ocorrer muitos dias após a polipectomia.

Colonoscopia - o que há de novo?
 
Nos últimos anos, vêm sendo introduzidos  no mercado colonoscópios de magnificação, que permitem aumentar  de 40 a 100 vezes as imagens da mucosa intestinal. Tal técnica, quando associada à cromatoscopia ( uso de corantes) permite aferir informações importantes e detalhadas sobre as características das lesões intestinais (ex: pólipos).
Ainda no campo da inovação tecnológica, surgiu a colonoscopia virtual, que consiste na reconstrução computadorizada do cólon por meio da tomografia helicoidal. É um método ainda não disponível em muitos centros, e possui a desvantagem de não permitir a realização de biópsias ou  remoção de lesões.




Colonoscopia Virtual








Seus pais, seus avós e seus tios sempre cuidaram da sua saúde.
Agora você vai lembrá-los o quanto é importante cuidar da deles, também.
Compartilhe um dos nossos conselhos com a sua família e faça parte do Movimento
#vaipormim