Translate

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Divertículos Intestinais e Diverticulite Aguda

Divertículos intestinais são pequenas saculações em fundo cego ( semelhantes a dedos de luva ) que se formam na parede do intestino grosso ao longo da vida de um indivíduo, sendo mais comuns com o avanço da idade.
Estima-se que a incidência de diverticulose ( presença de divertículos no cólon ) seja de 5 a 10% nos indíviduos com mais de 40 anos, de 30% nas pessoas com mais de 50 anos e de 50 a 70% em indíviduos acima dos 70 anos.
Os divertículos atingem igualmente ambos os sexos e têm preferência pelo cólon sigmóide, descendente e ceco.
A maioria das pessoas possuem múltiplos divertículos, os quais ocorrem em vários pontos da parede dos cólons, entre as fibras musculares, geralmente nos locais mais frágeis desta parede. São verdadeiras herniações da mucosa através da musculatura intestinal. Como toda hérnia, são originados pela debilidade da parede do cólon, por aumento da pressão intraintestinal ou por ambos os fatores.
É interessante saber que os divertículos não ocorrem no reto ou no apêndice cecal, locais onde a musculatura demonstra-se mais espessa, resistente e contínua.
De forma geral, a maioria dos pacientes portadores de diverticulose (cerca de 80%) permanecem assintomáticos, durante toda a vida.

Podemos identificar duas formas distintas de diverticulose intestinal:
  • HIPERTÔNICA: ocorre em indivíduos mais jovens, entre 40 e 50 anos, apresentando invariavelmente constipação intestinal. Localizam-se preferencialmente no sigmóide, são pequenos, fusiformes , de colo longo e estreito , gerando uma hipertrofia da musculatura adjacente, traduzida clinicamente como DOR do lado esquerdo do abdomem. A complicação mais frequente é a inflamação de um ou mais divertículos ( DIVERTICULITE ), que pode evoluir para abscessos peridiverticulares (coleções de pus), fístulas ( comunicação anormal do intestino inflamado com outros órgão próximos , como bexiga e vagina ) e perfuração.
  • HIPOTÔNICA: ocorre rotineiramente na maioria da população, em indivíduos acima dos 60 anos. Os divertículos são difusos por todo o cólon, de colo largo e curto. Trata-se de uma alteração natural da parede intestinal, decorrente da degeneração e hipotonicidade que se instalam nos tecidos musculares com o passar do tempo. Do ponto de vista clínico, os pacientes são geralmente assintomáticos, podendo apresentar uma complicação nem sempre de fácil manejo, que é a hemorragia digestiva baixa maciça, por ruptura de vasos localizados na base destes divertículos. Dois terços dos casos de hemorragia ocorrem em divertículos situados no cólon direito.
É importante ressaltar que a ocorrência de divertículos deve-se, em geral, à ingestão de uma dieta com poucos resíduos, pobre em fibras.

Como são diagnosticados os divertículos intestinais?
A maioria dos divertículos assintomáticos são diagnósticados através do exame de colonoscopia ou através do exame de enema opaco ( raio-x contrastado do intestino).

Qual a diferença entre divertículo, diverticulose, doença diverticular e  diverticulite?
Bem, durante muito tempo a presença destas saculações na parede intestinal ( divertículos) era denominada  doença diverticular ou moléstia diverticular; termo este que caiu em desuso ao perceber-se que a maioria de tais divertículos eram assintomáticos durante toda a vida. Atualmente, é consenso denominar a presença dos divertículos no intestino apenas como DIVERTICULOSE, ao passo que esta alteração da parede intestinal per si, não é considerada doença.
À partir do momento que temos a inflamação destes divertículos ( uma complicação), chamamos o quadro de DIVERTICULITE, caracterizando de fato, uma afecção.

Sabendo um pouco mais sobre DIVERTICULITE:

Trata-se da complicação mais frequente dos divertículos do cólon esquerdo. A diverticulite aguda ocorre devido à obstrução destes divertículos por fezes ou por alguns alimentos, o que leva a um grande processo inflamatório na parede intestinal, associado a uma infecção do local. A diverticulite aguda é uma complicação comum na evolução e história natural da doença diverticular, e ocorre em 10 a 25% dos pacientes com divertículos intestinais.
Os pacientes apresentam-se nos consultórios ou unidades de pronto-atendimento com quadro de dor abdominal intensa na região esquerda inferior do abdomem. Esta dor pode estar acompanhada de febre, tensão da parede do abdomem e massa abdominal palpável. Pode apresentar vários graus de gravidade, oscilando desde dores em cólicas à condição de inflamação intensa com necessidade de resolução cirúrgica de urgência.
O tratamento da diverticulite é clínico na maioria dos casos ( antibióticos , antiinflamatórios e dietoterapia), reservando-se  a cirurgia à casos de complicações como fístulas e perfurações ou naqueles pacientes que apresentam crises de diverticulite recorrentes.
Nestes casos, exames subsidiários ( laboratoriais, ultrassom, tomografia computadorizada, entre outros) são necessários para adequada investigação e conduta do caso.

Tenho DIVERTÍCULOS, como devo fazer para me prevenir da DIVERTICULITE?
A primeira coisa a se fazer, é melhorar o hábito intestinal, incrementando a ingestão de fibras e de líquidos na alimentação diária. Desta maneira, as fezes ficarão mais macias e hidratadas, facilitando o seu deslocamento ao longo do intestino grosso, sem impactações fecais dentro dos divertículos.Outro ponto importante é evitar a ingestão de sementes de frutos como melancia, uva, goiaba, entre outros, que podem deslocar-se para o interior dos divertículos, desencadeando um processo inflamatório.
As fibras estão presentes na maioria dos alimentos não-industrializados, como frutas, verduras, legumes, farelo de trigo, linhaça, quinua, aveia e pães integrais.
Vale lembrar:
A ingestão de fibra alimentar recomendada para um adulto é de aproximadamente de 25 a 30g por dia.
A ingestão de líquidos ( água, sucos, chás ) recomendada  é de  no mínimo de 2 litros por dia.

Mais uma vez: alimentação adequada e correta hidratação....podemos sempre fazer mais por nossa saúde digestiva!     

47 comentários:

  1. OLá Dra!
    Estou escrevendo para agradecer e dizer que já estou me sentindo bem melhor.Parabéns pelo seu blog. Ana Lúcia

    ResponderExcluir
  2. Olá Dra. Terry.

    Gostei muito desta matéria pois minha mãe está com Diverticulite e eu não sabia muito bem do que se tratava.

    Abraços,

    Jefferson, Lidia e Anne.

    ResponderExcluir
  3. Agradeço o carinho de todos vocês. O intuito deste blog é justamente ser um canal de informação e esclarecimento sobre as doenças do aparelho digestivo. Espero, desta forma, difundir o conhecimento, que sempre vem acompanhado de um índice maior de prevenção.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Tenho divertículos e gostaria de saber se não posso comer alimentos que tenham sementes? O jiló, por exemplo.

    Atenciosamente,

    Ana Luiza

    ResponderExcluir
  5. Olá Dra Terry!
    Gostaria de saber qual a dieta ideal qdo se está com diverticulite aguda. Aproveitando, vc é filha da Vanda?
    Atenciosamente,
    Simone

    ResponderExcluir
  6. Olá Simone,
    Sim, sou filha da Wanda!

    Nos casos de Diverticulite aguda não complicada, de tratamento ambulatorial, preconiza-se uma dieta rica em resíduos, à base de fibras.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Nossa! Que coimcidencia eu ter te encontrado!!!! Sou irmã da Andrea e da Katia...fomos suas vizinhas durante toda a sua infancia na rua sem saída...lembra-se?
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  8. Olá Doutora.Boa noite.Ajude-me por favor.Achei sei blog muito esclarecedor, mas tenho uma situação para lhe contar.
    Moramos no interior de SP. Minha mãe esta se tratando pelo SUS e ontem após 5 meses q fez uma Tomografia conseguiu apresentar a um médico. Ele diagnosticou-a com "moléstia diverticular do cólun". Isto significa diverticulite? Lí tb no atestado do médico que "o lombo sacro caminha para o abdomem". esta frase eu não entendi. Será que é grave? O médico disse que a minha mãe precisa ser operada urgente mas não consigo entender a gravidade. Não quero abusar, mas como o tratamento pelo SUS é muito demorado. A senhora poderia me dar um esclarecimento?
    Muito obrigada pela atenção.
    Simone Almeida
    simone_jes@ig.com.br

    ResponderExcluir
  9. Ola DRA LI SUA MATERIA E GOSTEI MUITO A TRES MESES COMEÇEI A TER MUITOS GASES ATE COMPLIME O DIFRAGMA E EU TENHO DIFICULDADE DE RESPIRAR FIZ UMA COLONOSCOPIA E CONST MOLESTIA DIVERTICULAR DO SIGMOIDE NAO COMPLICADA SO Q CONTINUO COM MUITOS GASES JA TOMEI MUITOS REMEDIOS E NADA DIMINUI OS GASES TEM DIAS Q TENHO MUITA DIFICULDADE P RESPIRAR E TEM DIAS MELHORES MAS AINDA NAO TIVE NENHUM DIA NORMAL A MINHA MAIOR DIFICULDADE SAO COM MUITOS GASES ELES FICAM NO ESTOMAGO E ATE SOBEM ESTA MUITO DIFICIL CONVIVER COM ESTES SINTOMAS E NORMAL ATE QUANDO /?????muito obrigada pela sua atençao e resposta

    ResponderExcluir
  10. Sem dúvida, um dos sites mais esclarecedores sobre a doença. Moro na República Tcheca e em fevereiro fui internada com diagnóstico de diverticulite. Após o tratamento e com uma dieta sem resíduos, os sintomas melhoraram. Gradativamente, voltei à dieta normal, mas há alguns dias voltei a sentir dores. É necessário novamente fazer uma dieta restritiva para acalmar o funcionamento intestinal? Grata pela atenção e parabéns pelo trabalho de esclarecimento.

    ResponderExcluir
  11. ola Dra a minha esposa esta com muita dor do lado esquerdo do abidome e agredito que ela tambem esta com esse problema e preciso de ajuda URGENTI por favor pos nao sei mais oque fazer ja levei em varios medicos e oque eles fazem e so colocar no soro me lique por favor URGENTI meu nome e. NILTON CESAR DE AMORIM 1288650805

    ResponderExcluir
  12. ola dra td bem? fiz uma colonoscopia e nela acusou diverticulo unico de colo largo em ceco, o que isto significa? tem tratamento? preciso me preocupar? desde já agradeço dra.

    abraços

    paulo

    ResponderExcluir
  13. Boa noite,
    Fui diagnosticada com uma "Doença diverticular hipertônica". Fiquei preocupada, o que me levou a uma quadro de grande ansiedade, pois o médico que assinou o laudo foi extremamente frio e distante. Lendo o seu blog senti um alento, pois suas informações são simples e claras sem ser alarmantes.

    ResponderExcluir
  14. Recebí um diagnóstico de Moléstia Diverticular não Complicada de Colon Esquerdo e a matéria foi muito esclarecedora e me deixou tranquila.
    OBRIGADA

    ResponderExcluir
  15. Estou em uma crise de diverticulite aguda, qual a melhor dieta?
    Alguns dizem que preciso ingerir muita fibra outros falam que não..

    ResponderExcluir
  16. Boa noite, meu filho tem 18 anos e tem diverticulos, pode me dizer se isso é normal nessa idade?
    Muito Obrigada

    ResponderExcluir
  17. olá dra sou a kelly e a 1 ano e meio tenho diverticulite, gostaria de saber o que eu posso comer e que é bom pra mim e o que não posso de jeito nenhum comer para evitar a dor, o meu gastro me passou um remedio que se chama azulfin tomei mais passei muito mal quero saber se tenho que passar no gastro outra vez para ele me passar outro remedio.

    obrigada.

    ResponderExcluir
  18. olá dra há 7 anos tive câncer no retosigmóide, operei e desde então passava bem. Porém comecei a apresentar vômitos intermitentes seguidos de momentos de diarréias alternados por contispação. A colonoscopia detectou diverticulite aguda no cólon descendente e sigmóide. Tenho 59 anos, sou regrada, bebo água frequentemente pois sou professora e uso a voz. Fiquei internada por 7 dias para tratamento venoso. Agora aguardo o retorno ao médico fazendo uso de diferentes remédios. A pergunta é: corro risco grave?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A matéria, além de informativa, foi bastante esclarecedora. Gostaria de obter uma resposta, pois meu caso é específico, não é?

      Excluir
  19. Dra. recebi o diagnóstico de diverticulite em janeiro/12, quando cheguei a ter febre, tratei com antibiótico e dieta líquida. Já estava com a colonoscopia agendada quando descobri que estava grávida, de forma que não pude realizar o exame e prosseguir tratamento. Estou agora com 16semanas de gestação e recentemente tive outra crise de diverticulite, tive apenas um episódio de febre e não foi necessário uso de antibiótico. O que eu gostaria de saber é se posso continuar com dieta pastosa p/ líquida mesmo estando grávida? se a gravidez pode piorar meu quadro? se devo tomar algum cuidado especial nesta fase?

    ResponderExcluir
  20. fiz colonoscopia ,ou melhor faço toano pois,MINHA MÃE morreu cancer no intestino proximo ao anus ,eu descobri um deverticulo
    tenho muitos gases e tenho 45 anos e ultimamente estou tratando com pantoprazol gastrite,duodenite ,e esofagite todas leves e moderadas ,
    como posso saber se isso é grave pois tenho dores demais no abdomem ,creio que sejam gases sou ativa faço exercicios 5 vezes por semana ,ou no minimo 3 vezes,obrigada

    ResponderExcluir
  21. Dra, descobrir que tenho diverticulite aguda,estou tomando os antibióticos,"metronidazol de 400mg ecloreto de ciprofloxacino de 500mg,achei o seu blog muito esclarecedor,recebi uma dieta da nutricionista mas não achei completo se for póssivel gostaria de um cardápio diario o que devo comer corretamente, no café,almoço e janta ficarei muito grato meu email:marambos@bol.com.br.

    ResponderExcluir
  22. Bom dia Grece, gostei muito do seu blog, queria uma informação há mais ou menos 4 anos fiz uma cirurgia de diverticulite eu tinha 36 ano, ela estava supurada, perfurada e com hemorragia, de la pra cá nunca tive problemas,só percebi que quando fico com muito gases me incomodava, só que agora comecei a ter desconfortos abdominais, tive um leve febre e uns dois dias de diarreia. Será que devo me preocupar em relação a diverticulite? posso ter de novo? será que pode ser alguma coisa que comi?o que devo comer para melhorar? me ajuda ...meu e-mail : darlete.marra10@gmail.com

    ResponderExcluir
  23. Boa noite ,
    Ja fui operado e retirei o SIGMOIDE , recentemente (dia 08/08 ) tive outra crise , porem sem intervencao cirurgica
    Minha pergunta : posso comer carne vermelha , qual a frequencia ? posso ingerir uma vez por semana bebidas alcoolicas

    Grato

    ResponderExcluir
  24. muito ...estou lendo muito sobre o assunto e gostei da materia

    ResponderExcluir
  25. Boa noite, Dra.

    Adorei estas informações, estão muito esclarecedoras!
    Estou com fortes dores do ado esquerdo e os médicos suspeitam de diverticulite, vou fazer a colonoscopia em novembro.
    Gostaria de saber se esta doença provoca gases, pois estou muito encomodada com eles e não sei porque estão se formando. Se a Dra. puder me responder eu agradeço.
    Laís

    ResponderExcluir
  26. Excelente sua matéria sobre diverticulite. Mas tenho uma dúvida: passada a crise, além de uma dieta de fibras e bastante líquido gostaria de saber que alimentos , fora sementes, devem ser evitados.

    ResponderExcluir
  27. Dra. Bom Dia! Adorei os esclarecimentos. Estou com diverticulite aguda. Fiquei internada por 4 dias fazendo tratamento com antibióticos por meio intra venoso, sendo que na alta do hospital continuei com o tratamento por dez dias tomando comprimidos de cloridrato de ciprofloxacino 500 mg. Daqui para frente como devo proceder com acompanhamento médico e alimentação. Gostaria muito de não ter mais o problema.Caso um dia o quadro venha se agravar no caso de uma cirurgia, é verdade que ficamos para sempre com aquela bolsinha pendurada para a eliminação de fezes, desculpe, essa dúvida me deixa desnorteada.

    ResponderExcluir
  28. Prezados leitores, agradeço todos os comentários! Para esclarecer reiteradas dúvidas: a prevenção de novas crises de diverticulite é feita atualmente de 2 formas - ALIMENTAÇÃO RICA EM FIBRAS e MEDICAÇÕES ESPECÍFICAS, sempre com orientação médica individualizada.
    O importante é ter um hábito intestinal regular, evitando-se a constipação. Dentro deste escopo de prevenção, está também uma boa hidratação diária (mínimo 2 litros de líquidos ao dia) e atividade física regular.

    Abraços a todos!

    ResponderExcluir
  29. NÃO É NADA DIVERTIDO TER DIVERTICULITE....

    ResponderExcluir
  30. Boa Tarde Drª. Tenho diverticulose e sinto uma queimação no lado direito do intestino, umas 4 h após o almoço. O que eu não devo comer? Já tiro as sementes do tomate e como a casca ou não? quais são as fibras que posso comer?
    Abraços!

    ResponderExcluir
  31. Tia vera.
    Sim, foi muito esclarecedora e agradeço.
    Gostaria de saber o seguinte: Suco de uva faz mal para quem tem diverticulite ou só uva é que não se pode comer? Obrigada.

    ResponderExcluir
  32. Muito importante exclarecer o q é divertículos,diverticulose e diverticulite etc...Parabéns pa.a Dra.no meu caso já tive 10 vezes acrise de diverticulite com febre 8 vezes uso o mesmo medicamento coprofloxacino 500 e flagyl de400(metronidazol)c ajuda do pantoprazol p o estomago .Gostaria de acrescentar aos "amigos" q tem diverticulites que o S T R E S S é um fator preponderante pa a inflamação dos divertículos pois estreitam as paredes do sigmoide e colon seja desc. ou ascend.aconselho a todos q já tiveram crise de diverticulite fugir dos problemas e fazer uso de ACUPUNTURA com quem sabe realmente seguindo as orientaço~es alimentares da doutora em foco.Tenho 62 anos e 2 anos com crises frequentes, pois minha família é grande ,qto maior, maiores os problemas.Estou num dilema se opero ou não? Então Dourora, já teve um paciente com 10 crises? Mais uma vez parabéns pela sua dedicação em exclarecer o povo leigo nesses assuntos .Deus te ilumine sempre.grata,Léa

    ResponderExcluir
  33. Dra, boa tarde ! Quais as implicações de ter diverticulite durante a gravidez, pois estou grávida de 15 semanas e desconfiada pelos sintomas.
    Grata

    ResponderExcluir
  34. Boa tarde Dra.
    Tenho prolapso retal, retorcele e vários problemas do tubo degestivo. Tipo refluxo, hérnea de hiato e gastrite crônica.
    Estou tratando o refluxo com pariet 20mg. Mas sinto muta dor abdominal, e ultimamnete uma febre que não passa de 37 graus. Toda vez que me alimento, sinto dores e vontade de ir ao benheiro, mas não consigo defecar direito. Tomo o plantaben, e faço a excreção de feses, mas com mutas dores e agonia...depois fico bem. Só que quando como, volta o mesmo problema.... Por favor! Ajude-me!
    Anônima... 68 anos... parabéns pelo blog. Está muito bem explicado. me identifico com quase todas as suas explicações....O que fazer?
    Abraço e continue firme com esse trabalho. Nos dá mais esperanças e forças quando temos alguém que nos acalma com suas conclusões sobre o caso em questão...
    Abraço grande....

    ResponderExcluir
  35. Essa matéria foi um sucesso....
    Parabéns Dra...
    Abração...

    ResponderExcluir
  36. Dr;quero saber quais os alimentos que uma pessoa com sigmóide deve comer.

    ResponderExcluir
  37. Doutora, esta doença pode virar um câncer?

    ResponderExcluir
  38. Obrigada Dra. Terry
    Eu recebi ontem o diagnostico, depois de uma colonoscopia, que tenho diverticulose e sei que preciso tomar mais líquidos, comer mais alimentos com fibras etc, mas não posso comer nada que tenha sementes. Eu gostaria de saber como faço pra comer castanhas, amendoins, nozes, etc e também saber se eu moer as sementes de linhaça, chia, abobora e colocar no pão que faço em casa não prejudicará meu intestino? Desde já muito obrigada!
    Raquel Kool

    ResponderExcluir
  39. Dr , meu marido foi diagnosticado com diverticulite , ficou internado por 3 dias , voltou para casa e tomou medicaçao por 7 dias , esta fazendo as dietas certo , mas é normal ele ainda sentir dor abdominal , o mesmo ira fazer uma colonoscopia no dia 7 de novembro. aguardo um esclarecimento se possivel..

    ResponderExcluir
  40. No pretérito mês de Agosto, fui internado de urgência ((fiz análises, TAC...) , durante sete dias, com "diverticulite aguda", e a semana passada fiz colonoscopia que confirmou diverticulose, colon espástico e irritável. Foi-me aconselhado fazer dieta evitando certos alimentos e, também,não me aconselham a ingestão de fibras, pão com sementes ( cabe aqui acrescentar que me indicaram que nozes, amendoins, cajú, pevides: de tomate; maracujá, araçá, etc. também não devem ser ingeridos) gorduras, temperos etc. .De qualquer modo desde há muitos anos que sofro de desconforto abdominal e como consequência já tomei "duspatal". Face a este quadro gostaria do seu comentário e conselho sobre o que devo comer. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Drª! Sou o anónimo, que comentou no dia 24 de Outubro de 2013 16:10 e, como não obtive qualquer comentário, online, informo o meu e-mail: azoresminhasorigens@hotmail.com.
      Grato por qualquer informação.

      Excluir
  41. Eu tenho conta no Hotmail e no google porem esqueci a senha do google

    ResponderExcluir
  42. Muito bom e esclarecedor o texto.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  43. Muito bom e esclarecedor, obrigado Dra por sua doação e contribuição. Que Deus possa retribuí-la em nome de JESUS. Sem mais.... CARLOS CETTO VITOR.

    ResponderExcluir
  44. Por favor!!!!
    Preciso que me ajudem com receitas para pessoa que tem DIVERTICULITE.
    Não sei mais o que fazer,minha Mãe está com 87 anos,não suporta mais alimentar-se só com peixe e frango,alguns legumes,nada que tenha fibras,feijão,sementes,algumas frutas temos que aquece-las.
    Aguardo respostas.
    Grato, Fatima Fernandes.

    ResponderExcluir

Esta matéria foi esclarecedora e informativa? Deixe sua opinião!