Translate

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Enzima LACTASE agora disponível no Brasil


Recém lançada pelo Laboratório Apsen, a enzima digestiva LACTASE,  já está disponível no Brasil àqueles pacientes portadores de Intolerância à Lactose.

A Intolerância à Lactose caracteriza-se pela incapacidade  ( parcial ou total ) do indivíduo em digerir a lactose ( açúcar do leite ) devido a deficiência ou ausência da enzima intestinal chamada lactase.

Esta afecção gera transtornos gastrointestinais e sistêmicos que limitam e diminuem  de sobremaneira a qualidade de vida destes pacientes. São  eles:


SINTOMAS GASTROINTESTINAIS:
  • Dor  e distensão abdominal
  • Borborigmos
  • Flatulência (gases)
  • Diarréia
  • Constipação
  • Náuseas e vômitos
SINTOMAS SISTÊMICOS:
  • Cefaléia e tontura
  • Problemas de concentração e memória
  • Cansaço crônico
  • Dores musculares
  • Dores e edemas articulares
  • Fenômenos alérgicos: prurido, rinite, asma, entre outros


Uma vez  diagnosticada e quantificada, o tratamento desta deficiência enzimática sempre implica em uma redução ou restrição do consumo de leite e derivados a fim de se eliminar os sintomas.

Para quem não quer abrir mão dos alimentos lácteos, a opção consiste em consumir alimentos com baixo teor ou zero de lactose (leites, queijos, iogurtes) ou fazer uso de suplementação enzimática.

Suplementos da enzima lactase já existiam no mercado internacional na forma de comprimidos ou tabletes mastigáveis (LACTAID). O produto deve ser ingerido junto com os laticínios. Seu efeito é quebrar e desdobrar a lactose em glicose + galactose permitindo que o leite seja absorvido no intestino sem desconfortos para o paciente.




A Apsen trouxe ao Brasil a enzima lactase ( LACTOSIL ) na forma prática de sachês com 4.000 FCC ALU* para crianças, e 10.000 FCC ALU para adultos. O suplemento pode ser utilizado polvilhando-se de 1 a 2 sachês sobre os alimentos lácteos ou na sua preparação, sem alterar contudo o seu sabor ou cheiro.

O produto traz maior autonomia e qualidade de vida aos intolerantes à lactose que agora podem utilizar o produto em restaurantes, viagens ou mesmo no preparo de receitas caseiras.

Toda e qualquer receita caseira láctea  pode ser preparada com Lactosil, tomando o cuidado de deixar a enzima agindo – e.g., massa do bolo, tortas – pelo menos 01 a 02 horas antes de levar ao forno pois temperaturas acima de 70º graus desnatura a enzima, perdendo seu efeito.

O relato de alergia com o uso da enzima lactase é extremamente raro. Dado ser um produto de origem fúngica, aqueles pacientes alérgicos previamente ao mofo e/ou à penicilina teriam base teórica para tal. Todavia, esta relação não foi estabelecida.






Para maiores informações, acesse: http://www.lactosil.com.br/

Outra forma de apresentação da enzima lactase recém chegada ao mercado brasileiro é a de comprimido dispersível, comercializada pelos Laboratórios:


  • LACTOSIL de 10.000 FCC comprimidos - APSEN
  • LACTANON de 10.000 FCC comprimidos - NOVA QUÍMICA
  • LACDAY  de 10.000 FCC comprimidos - EMS
  • PERLATTE de 10.000 FCC comprimidos - EUROFARMA





Para maiores informações, acesse: http://www.lactanon.com.br/duvidas.html



Milhões de pessoas ao redor do mundo são incapazes de digerir a lactose, o açúcar do leite, apresentando grande mal-estar ao consumir leite e seus derivados.
Esta intolerância pode ser congênita ou pode aparecer no decorrer da vida, com a diminuição dessas enzimas digestivas.

Procure o seu médico para maiores orientações.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta matéria foi esclarecedora e informativa? Deixe sua opinião!