Translate

sexta-feira, 20 de abril de 2012

DEZ DICAS para viver em paz com seu estômago


Pacientes com problemas digestivos referem que suas queixas, como azia, dor de estômago e má-digestão, muitas vezes estão relacionadas à alimentação e percebem que tais sintomas melhoram com a reeducação alimentar. Frequentemente, na rotina e correria diárias, adquirimos "vícios alimentares" ( longos períodos de jejum, cafezinhos múltiplos, doces em exagero, entre outros) que perpetuam a agressão ao aparelho digestivo.
Em 2011, foi realizada uma pesquisa em Londres pela qual se averiguou que a maior parte da população  gastava em média apenas 40 minutos ao dia para se alimentar. Fato este assustador, se pensarmos que o dia tem 24 horas e que a alimentação é a fonte de nutrição e energia para as nossas atividades diárias.
Precisamos mudar isto! Transformemos o ato de comer em algo prazeroso e saudável!

Aqui vão algumas dicas úteis que podem ajudar:
  • NUNCA TOME MEDICAMENTOS SEM ORIENTAÇÃO MÉDICA
O uso indiscriminado de medicamentos podem mascarar certos sintomas digestivos e retardar o diagnóstico de doenças mais graves, como o próprio câncer. Cuidado com os medicamentos para dor, antigripais e outros à base de ácido acetilsalicílico e antiinflamatórios. Eles são uma das principais causas de úlceras e problemas digestivos. Veja: "Antiinflamatórios e seus efeitos nocivos no estômago." http://saudedigestiva.blogspot.com.br/2010/04/antiinflamatorios-e-seus-efeitos.html
  • BOM SENSO
A principal regra é evitar aquilo que lhe faz mal,  o que seu estômago não tolera, e dar preferência aos alimentos que não costumam produzir sintomas. É um verdadeiro exercício de autopercepção mediante a correria diária. E vale a pena! Você não precisa passar fome para fazer uma dieta. A dieta nunca deve ser restritiva e sim SUBSTITUTIVA: substituir o que não lhe cai bem , por aquilo que seu estômago aceita melhor e não prejudica a digestão. O segredo é COMER CERTO!
  • FAÇA TODAS AS SUAS REFEIÇÕES
Alimente-se nos horários corretos e procure comer em ambiente tranquilo, sem pressa. Mastigue bem os alimentos, pois a boa mastigação facilita a digestão. Lembre-se: a digestão dos alimentos incia-se na boca, portanto coma devagar, sinta o sabor da comida!
Procure fazer as 3 principais refeições diárias (café da manhã, almoço e jantar - ou lanche da noite).

  • NÃO FIQUE MUITO TEMPO EM JEJUM
Não fique muito tempo sem alimentar-se. Coma de 3 em 3 horas, entre o intervalo das principais refeições. Uma fruta, uma barra de cereais, um iogurte são alimentos leves e impedem que o ácido cloridríco produzido aja diretamente no estômago vazio, provocando danos e sintomas. O certo é fracionar as refeições, comendo pouco, porém várias vezes ao dia.

  • EVITE DEITAR-SE LOGO APÓS AS REFEIÇÕES
Procure não dormir de estômago "cheio" e evite ingerir alimentos no meio da noite. Espere sempre de uma hora e meia à duas horas para deitar-se após a sua última refeição. ( Isto vale também para a cesta - aquela dormidinha depois do almoço!)

  • FRUTAS, VERDURAS E LEGUMES
Preparados da maneira adequada e saudável, sempre fazem bem. Alimentos ricos em fibras devem ser preferidos; cereais integrais, frutas, verduras e legumes devem estar presentes na alimentação diária, pois auxiliam no processo digestivo.

  • O LEITE
Cuidado com o uso abusivo do leite.Embora ele provoque uma sensação imediata de alívio da queimação, o leite contém muito cálcio e proteína que são potentes estimulantes da secreção ácida do seu estômago, causando um aumento tardio da acidez e piorando em um segundo momento a sensação de azia. Você pode tomar de 1 a 2 copos de leite por dia. Evite tomar leite antes de dormir.

  • EVITE BEBIDAS ALCOÓLICAS E CIGARRO
Bebidas alcoólicas devem ser evitadas, pois o álcool é irritante da mucosa gástrica. Isto vale também para o café. Evite tomar "inúmeros" cafezinhos ao longo do dia.
O fumo está relacionado a problemas gástricos, como gastrites, úlcera e até mesmo câncer. Logo, o fumo dificulta definitivamente o seu tratamento. Deixar de fumar é o ideal, mas quando isto não for possível de imediato, reduza ao máximo o número de cigarros por dia.

  • EVITE OS ALIMENTOS "VILÕES" DO ESTÔMAGO
Alimentos gordurosos e condimentados, frituras, doces muito concentrados em açúcar, embutidos, bebidas gaseificadas, frutas e sucos cítricos podem lentificar a digestão e provocar/agravar os sintomas; desta forma, devem ser evitados.

  • EQUILÍBRIO EMOCIONAL E LAZER
Relaxe. No auxílio do seu tratamento, busque fazer atividades que você goste para aliviar o estresse e melhorar a sua qualidade de vida. Caminhadas, ioga, dança, pilates, andar de bicicleta, artesanato...tudo vale para equilibrar a mente e fazer as pazes com o seu estõmago. Lembre-se: o estresse emocional, a ansiedade, o nervosismo, são fatores que aumentam a produção ácida do estômago e deflagram ou pioram a gastrite.


Melhorou? Parabéns! Continue sempre seguindo uma dieta adequada, pois se você voltar a abusar da alimentação, saiba que seu estômago irá alertá-lo!

Siga da melhor forma possível as orientações do seu médico e procure voltar às consultas nas datas estabelecidas.

Saiba mais!  Gastrite - Cuide bem de seu estômago
Acesse: http://saudedigestiva.blogspot.com.br/2010/03/gastrite-cuide-bem-de-seu-estomago.html


2 comentários:

  1. Dra. valeu pelas dicas, a senhora sabe que eu tento fazer certinho! Obrigado Caio

    ResponderExcluir
  2. Excelentes dicas, doutora. Quando tomamos consciência de que somos responsáveis por nossa saúde, aí nós conseguimos cuidar da alimentação, das práticas esportivas, cuidados com o estress e tudo o mais. Já fui vítima da gastrite, eu carregava um vulcão em plena atividade no estômago, mas já sarei. Hoje raramente sinto uma queimação, mas sempre depois de abusos alimentares. Abraços

    ResponderExcluir

Esta matéria foi esclarecedora e informativa? Deixe sua opinião!